PEELINGS QUÍMICOS

Rejuvenescimento da pele e remoção de manchas

O objetivo do peeling químico é melhorar a aparência da pele. Ele elimina camadas superficiais da pele e promove o aparecimento de pele nova, saudável, bonita e com menos imperfeições. É um tratamento eficiente no combate a manchas e rugas.

O tratamento consiste em aplicar soluções químicas que agem na superfície da pele. De acordo com a capacidade de penetração do produto, os peelings podem ser superficiais, médios ou profundos. Realizamos no consultório peelings superficiais e médios.

O peeling superficial remove alguns tipos de manchas, melhora a textura, dá brilho e vida à pele. Ajuda no controle da acne: seca as espinhas e suaviza as manchas. Também é boa opção para tratamento de melasma. Para um bom efeito, é comum o paciente realizar mais de um peeling, com intervalo de duas a quatro semanas entre as sessões. O número de sessões varia caso a caso. O peeling superficial pode ser aplicado na face, pescoço, colo, dorso, braços, mãos e pernas. A descamação é fina, dura menos que uma semana, e não atrapalha as atividades diárias.

O peeling médio tem penetração maior. É muito eficiente na remoção de manchas escuras causadas pelo sol e na suavização de rugas. E funciona bem em cicatrizes de acne. Por ser mais potente, causa descamação acentuada, que melhora em uma semana. A pessoa deve evitar exposição desprotegida ao sol por duas semanas após o tratamento, mas isso varia a critério médico. O tratamento costuma ser realizado na face, braços e mãos.

O peeling profundo é indicado no caso de rugas acentuadas. É um bom tratamento também para cicatrizes de acne. Esse procedimento é potente, muito eficiente, com efeitos colaterais temporários. A aparência logo depois do procedimento é desagradável, a pele fica bastante vermelha, a descamação é intensa. O peeling profundo é dolorido, realizado sob sedação em centro cirúrgico e requer um período de afastamento das atividades normais que varia de 2 a 4 semanas.